Meus fãs

domingo, 22 de janeiro de 2017

O Blog dos Escorpianos apoia a indicação do procurador do TCU Julio Marcelo de Oliveira (10/11) para a vaga deixada pelo ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal.

Por quê?

1) Por seu grande saber jurídico.

2) Por seu senso de justiça.

3) Por sua coragem.

4) Por sua conduta ilibada.

5) Por sua serenidade.

6) Por sua integridade.

7) Por sua defesa da Pátria.

8) Para termos um defensor da Lava Jato no STF.



quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Hoje é o Dia Mundial do Riso.

Então, que tal rir um pouco com a nossa nova série "Os comediantes" em cada signo? A representante de Escorpião é Whoopi Goldberg (13/11)...





... em Salve-me Quem Puder (1986):



Quer ver o filme inteiro dublado? Clique no cartaz!




Ria com os outros signos:








Cancerianos

Sagitarianos

Capricornianos

Arietinos

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

O proverbial ciúmes escorpiano.

A atriz escorpiana Rita Wilson (26/10) conheceu o canceriano Tom Hanks...



... em 1985, nas filmagens de Voluntários da Fuzarca. Na época, o ator era casado com a atriz de teatro Samantha Lewes e já tinha dois filhos, mas isso não impediu que rolasse o maior clima entre ele e Rita. Traição conjugal à parte, que fique aqui registrado que, neste caso, a culpa pode ser dividida com as estrelas: Escorpião e Câncer formam uma das duplas que mais combinam no zodíaco (a ligação de Câncer com Gêmeos também é poderosa, mas isso é assunto para o Blog dos Cancerianos). Hanks acabou se divorciando de Samantha e casou-se...



... legalmente com Rita em 1988. O certo é que os dois estão juntos até hoje, lá se vão mais de 30 anos.





Tendo ela própria se envolvido com Hanks quando faziam par romântico num filme, Rita tratou de ficar esperta para não fazerem com ela o que ela fez com Samantha: vai que Hanks se encanta com outra colega de elenco e deixa Rita falando sozinha (também com dois filhos)? Não com essa descendente de gregos e búlgaros! Rita passou a dar palpites e influenciar Hanks na seleção de roteiros, de modo que o ator nunca mais fizesse papéis românticos e, se fizesse, fosse com atrizes bem casadas (com "selo de garantia" de fidelidade ao marido) e, mesmo assim, de preferência, que quase não tivessem cenas juntos. Como assim, uma comédia romântica sem cenas juntos? Pode deixar com Rita que ela encontra esse tipo de coisa, desde que seja para garantir que Hanks não caia em tentação:




Foi assim que ele fez Sintonia de Amor, em que só encontra Meg Ryan (na época, a atriz tinha um casamento sólido com Dennis Quaid – pelo menos, da parte dela, já que o ator pulou a cerca tantas vezes que ela posteriormente terminou o casamento) no final do filme e não rola sequer um beijinho!

Os papéis de Hanks, principalmente depois de seu primeiro Oscar, quando ele passou a ter mais ofertas de trabalho e mais "poder de fogo" para escolher seus papéis, evidenciam esse cuidadoso patrulhamento por parte de Rita. De lá pra cá, ele só interpreta personagens com pouco ou nenhum contato com mulheres. Senão vejamos:

Filadélfia (gay)...





... Forrest Gump (deficiente mental que passa o filme inteiro envolvido em inúmeras peripécias e quase nem contracena com seu interesse romântico no filme, Robin Wright)...





... Toy Story 1, 2, 3 e 4 (dublou o cowboy Woody)...





... Apollo 13 (um astronauta, fica a maior parte do filme literalmente no espaço)...





... Mensagem para Você  novamente com Meg Ryan, que representava pouco ou nenhum perigo para Rita, desde os tempos de Joe Contra o Vulcão, outra parceria de Meg e Hanks. Mesmo assim, os dois passam a maior parte do filme conversando pelo computador...





... O Resgate do Soldado Ryan (filme de guerra, só com homens)...





... À Espera de um Milagre (filme de prisão, só com homens)...





... O Náufrago (Hanks passa o filme praticamente todo sozinho em uma ilha: parabéns pela escolha, Rita, nessa você se superou!)...





... Prenda-me Se For Capaz (só ele e Leonardo DiCaprio, que, até onde sabemos, não interessaria Hanks)...





E por aí vai: Estrada para Perdição (máfia, só homens)...





... O Expresso Polar (dublou)...





... Matadores de Velhinhas (filme de roubo, só homens... e velhinhas)...





... a trilogia como o professor Robert Langdon, em que nunca rola nada entre o especialista em simbologia e as mulheres que o acompanham nas aventuras)...





... vários papéis em A Viagem, sendo que em nenhum tem ligação romântica...





... Larry Crowne (uma comédia romântica desanimada com Julia Roberts, que preenchia os mesmos requisitos que Meg Ryan: um sólido casamento de anos e já fora "testada" anteriormente por Rita, contracenando com Hanks em Jogos de Poder, em cenas não românticas) e a mesma coisa em O Terminal (com Catherine Zeta-Jones, casada há quase 20 anos com Michael Douglas)...





... num navio só com homens em Capitão Phillips...





... Ponte dos Espiões (tem esposa, mas só lhe dá um beijinho estalado meio de longe... ao voltar de uma viagem à Europa de vários dias em que correu risco de morrer!)...





... e finalmente Sully, em que ele tem esposa (Laura Linney), mas não contracenam, só conversam pelo telefone durante o filme todo!




O Blog dos Escorpianos acha que essa marcação cerrada de Rita Wilson em cima de Tom Hanks acabou afetando negativamente a carreira do ator, restringindo suas possibilidades na escolha de papéis; hoje em dia, acomodado nos dois Oscars que ganhou e desestimulado por falta de desafios, o ator se limita a ser ele mesmo nos filmes – a persona gente boa que todos nós curtimos –, desperdiçando tudo que poderia oferecer com seu talento.

A julgar pelo cartaz do mais novo filme de Tom Hanks (ele sem ninguém por perto, num deserto!), parece que Rita Wilson continua focada:





Curiosidade: em O Náufrago, será que foi de Rita WILSON a ideia de o personagem encontrar uma bola da marca WILSON...






... só para ela ter o gostinho de ver seu amado Tom sozinho numa ilha apenas na companhia de WILSON...




... e se desesperando ao perder WILSON e quase morrendo por causa disso?